Presidente Vanir Zanatta e a gerente contábil Fernanda Moro, estiveram na Casa d’Agronômica, em Florianópolis, na tarde de quinta-feira, dia 21, onde o Governador do Estado de Santa Catarina Jorginho Mello, assinou 40 novos projetos do programa Pró-Emprego de 35 empresas catarinenses, e a Cooperja foi uma destas empresas.

O Programa Pró-Emprego foi instituído pela Lei nº 13.992, de 15 de fevereiro de 2007, e regulamentado pelo Decreto nº 105, de 14 de março de 2007. Tem como objetivo a geração de emprego e renda no território catarinense por meio de tratamento tributário diferenciado do ICMS, destinando-se a incentivar empreendimentos considerados de relevante interesse sócio-econômico situados no Estado.

Ao assinar os contratos, o governador destacou a importância de se conceder incentivos com critérios e responsabilidade para gerar empregos e estimular o crescimento econômico de Santa Catarina.

A Cooperja terá diferimento do ICMS na aquisição de máquinas e equipamentos, bens e materiais para a construção do empreendimento, isso evita o pagamento do imposto se compradas dentro do Estado Catarinense.

Com o incentivo do Estado e o consequente crescimento da produtividade, as projeções indicam que as empresas participantes devem ter um incremento total de R$ 3,6 bilhões nos respectivos faturamentos até 2028, o que voltará aos cofres públicos por meio da arrecadação.

Para o presidente Vanir Zanatta, foi um orgulho participar da assinatura dos convênios. “Além do Pro-Emprego, foram assinados Prodec e TTD-489, são programas importantes, que ajudam as empresas a investir e reinvestir no estado. É uma decisão inteligente do governo, que pensa no empresariado, que pensa em novos empregos, que pensa em desenvolvimento”, declara Zanatta.

Vanir destaca ainda que saiu satisfeito com o que viu e ouviu do Secretário da Fazenda Cleverson Siewert e do Governador Jorginho, incentivando e pedindo confiança, pois o trabalho da equipe é voltada ao povo catarinense.